Chuveiro elétrico x chuveiro a gás: como fazer a transição?

Uma pergunta recorrente dxs nossxs clientes é: como eu faço para trocar meu chuveiro elétrico por um chuveiro a gás? Aqui em Curitiba, quando chega o inverno, então, a dúvida se torna ainda mais frequente.

O ideal é pensar no sistema de aquecimento de água durante a construção da casa. Depois que a obra está finalizada, vai dar bastante trabalho para mudar, pois envolve mudanças na tubulação de água e confecção de tubulação nova para o gás, além de instalação do aquecimento central (o famoso boiler) ou, então, do aquecedor de passagem (aqueles que, geralmente, ficam na área de serviço).

Conversão de chuveiro elétrico para chuveiro a gás é possível, mas exige planejamento.

A primeira coisa a ser feita, então, é verificar se há um ponto de gás na residência ou no apartamento. Alguns prédios antigos não têm central de gás canalizado. Neste caso, o condomínio tem que fazer essa obra (em todo o prédio, canalizando o gás). Por questões de segurança, geralmente a legislação proíbe o uso de botijões de gás nos apartamentos – embora as leis variem de município para município.

Se há ponto de gás na residência ou apartamento, é preciso instalar o aquecedor de passagem ou o aquecedor central e, então, verificar a tubulação de água. Os chuveiros elétricos são alimentados por tubulação de PVC comum, que não suportam altas temperaturas. Por isso, será necessário fazer uma tubulação nova (com revestimento térmico) para a passagem de água quente. Dependendo da situação, é possível fazer a tubulação aparente. Mas se, por razões estruturais ou mesmo estéticas, for necessário embutir a tubulação, é preciso estar preparadx para o quebra-quebra.

Por tudo isso, como falamos no início: além dos custos, vai dar bastante trabalho. Mas não é impossível 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>